Mulher de Bruno troca de advogados e agora deve 'falar até onde sabe'

Defesa estava nas mãos da equipe de Bruno; mudança teria sido causada por conflito de interesses

Eliane Souza, especial para o Estado

19 de julho de 2010 | 13h32

BELO HORIZONTE - Dayane Rodrigues Souza, mulher do goleiro Bruno Fernandes, trocou seu time de advogados na última sexta-feira, a pedido da família. Até então, sua defesa estava nas mãos da mesma equipe que cuida de Bruno.

 

Veja também:

linkBruno e Macarrão voltam a delegacia para depor

linkJustiça intima cinco suspeitos de envolvimento

linkCartão prova que Bruno e amante ajudaram no sequestro

linkMedo de que Eliza fosse ao CT seria estopim

especialCronologia multimídia do caso

 

Um dos novos advogados é Walquer Azevedo. Segundo ele, a mudança foi necessária por conflito de interesses. "A partir deste momento (em que trocou os advogados), ela teve orientações da defesa respeitando sua vontade. E qual é a vontade dela? Falar, até onde sabe", disse.

 

No sábado, ela depôs até o início da madrugada, mas o teor das declarações não foi divulgado. Hoje, a expectativa é que Fernanda Gomes de Castro, amante de Bruno, seja levada para depor. Ela está em Belo Horizonte e deve ser ouvida.

 

Os delegados que cuidam do caso confirmaram que no dia 6 de junho o atleta se hospedou em um motel de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, acompanhado de Fernanda, do amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, conhecido como Macarrão, do primo J, de Eliza e do filho. Sérgio Rosa Sales, de 22 anos, primo de Bruno, disse à polícia que Fernanda foi para Minas Gerais com o goleiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Caso Bruno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.