Mulher de ex-vice de Aécio teve escolha contestada no STF

Em 2006, o então governador de Minas, Aécio Neves, enfrentou forte resistência em razão da indicação da ex-prefeita de Três Pontas Adriene Andrade para o TCE. Mulher do então vice-governador Clésio Andrade, Adriene foi indicada para o cargo por Aécio, após negociação para composição de sua chapa à reeleição.

Eduardo Kattah, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2010 | 00h00

A escolha de Adriene foi aprovada pela Assembleia Legislativa, mas, por responder a ações cíveis por supostas irregularidades quando prefeita, teve a indicação questionada no Supremo Tribunal Federal (STF). A liminar pedindo a suspensão do ato de posse, porém, foi negada. Adriene continua conselheira do órgão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.