Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mulher de Geleião está em segurança especial

A mulher de Geléião, Petronilha Maria de Carvalho Felício, de 51 anos, desde que foi detida em outubro passado, é mantida isolada, sem nenhum contato com outras presas da Casa de Custódia de Taubaté, no Vale do Paraíba. No local há cerca de 20 mulheres detidas.Segundo a direção do presídio, a medida visa garantir a segurança da detenta, principalmente depois da morte da advogada Ana Maria Olivatto Herbas Camacho, que defendia integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital).A mulher de Geléião está presa na Casa de Custódia de Taubaté desde 23 de outubro. Neste período, ela recebeu cerca de três visitas de advogados e visitas regulares de uma filha, que mora em Pindamonhangaba, município do Vale do Paraíba.Durante o banho de sol a que tem direito ela é mantida sozinha no pátio, por segurança. Petronilha é acusada de participar do grupo que planejava explodir a Bolsa de Valores São Paulo e foi presa durante visita a Geleião no presídio de segurança máxima de Presidente Bernardes, onde estão isolados os líderes da facção PCC (Primeiro Comando da Capital).Petronilha casou-se com o líder do PCC em uma cerimônia simples realizada no anexo da Casa de Custódia e Tratamento de Taubaté, no início dos anos 90. Petronilha morava em Taubaté e era viúva de um oficial do Exército.

Agencia Estado,

27 de novembro de 2002 | 20h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.