Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mulher de Rocha Mattos é condenada

A advogada Aline Mattos, mulher do ex-juiz federal João Carlos da Rocha Mattos - alvo maior da Operação Anaconda -, foi condenada a três anos e três meses de prisão, convertida em serviços comunitários, sob acusação de ter comprado dois carros supostamente para dissimular a origem de dinheiro do marido - condenado por peculato, prevaricação, corrupção passiva e quadrilha. A Anaconda foi desencadeada em 2003.

, O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2011 | 00h00

Aline pode recorrer da sentença do juiz Marcelo Costenaro Cavali, da 6.ª Vara Federal Criminal. O procurador da República Rodrigo de Grandis sustentou que a acusada, ao adquirir os veículos e tentar dissimular sua propriedade "praticou crime de lavagem de dinheiro oriundo de crimes contra a administração pública praticados por organização criminosa da qual fazia parte seu marido".

Segundo a denúncia, Aline comprou dois utilitários, uma Nissan Frontier, por R$ 73 mil, e uma Mitsubishi Pajero, por R$ 130 mil, em 2003 e os revendeu dias depois da Anaconda. A defesa alegou no processo que Aline adquiriu os veículos com recursos que acumulou quando trabalhou como operária no Japão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.