Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Mulher do senador Pedro Simon sofre sequestro-relâmpago

Ivete Fülber foi feita refém por cerca de meia hora por dois homens encapuzados e liberada sem ferimentos

Elder Ogliari, O Estado de S. Paulo

17 de junho de 2014 | 17h01

PORTO ALEGRE - A mulher do senador Pedro Simon (PMDB/RS), Ivete Fülber, sofreu um sequestro-relâmpago em Porto e ficou cerca de meia hora como refém de dois assaltantes encapuzados na noite desta segunda-feira, 16. Ela havia estacionado na entrada do edifício onde a família mora e se preparava para retirar compras feitas no supermercado quando foi rendida pelos ladrões e colocada no banco de trás do automóvel. 

Depois de rodar pela cidade, sempre fazendo ameaças à refém, a dupla parou em uma vila e retirou as compras, celulares e sacola e saiu para sacar R$ 1 mil com o cartão bancário de Ivete. Quando voltou, liberou a vítima para ir embora em seu veículo, com a condição de que não olhasse para trás. 

Avisada pela família, a polícia já estava rastreando o automóvel ao final do sequestro. Ivete não sofreu ferimentos. Os ladrões não tinham sido localizados até a tarde desta terça-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.