Mulher é assassinada ao deixar filha na escola

A psicóloga Cláudia Romero Gabriel, de 34 anos, foi assassinada em frente a uma escola infantil no bairro Chácara Primavera, em Campinas (95 quilômetros a noroeste de São Paulo), onde havia acabado de deixar a filha de quatro anos, nesta terça-feira, por volta das 8 horas.Um rapaz, conforme a Polícia Civil, rendeu um dos seguranças da escola quando a menina já havia entrado. Em seguida, dirigiu-se ao estacionamento, onde Cláudia estava dentro de seu carro, uma caminhonete F-1000, com os vidros fechados.O criminoso anunciou o assalto, mas Claudia não teria ouvido. Ele atirou contra ela, retirou-a do veículo e fugiu com a caminhonete, encontrada abandonada a cerca de dois quilômetros da escola.A psicóloga chegou a ser levada para o Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde morreu. Até o final da tarde desta terça nenhum suspeito fora detido.

Agencia Estado,

08 de abril de 2003 | 19h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.