Mulher é assassinada durante culto evangélico na zona norte do Rio

Briga com ex-marido começou na rua, mas Marisa dos Santos entrou na Igreja para se proteger

Heloisa Aruth Sturm,

07 de janeiro de 2013 | 17h40

RIO DE JANEIRO - Uma mulher foi assassinada na noite de domingo, 6, durante um culto evangélico na Igreja Universal do Reino de Deus, no bairro de Vila Isabel, zona norte do Rio. Marisa dos Navegantes Chagas dos Santos, de 35 anos, foi morta com uma facada após uma discussão com o ex-marido José Lúcio dos Santos, 34. Segundo testemunhas, a briga entre os dois havia começado na rua, e a vítima teria entrado na igreja em busca de proteção.

A discussão prosseguiu mesmo após a chegada da polícia. O homem esfaqueou a vítima na frente dos policiais, e em seguida tentou esfaquear também um cabo da PM. O policial reagiu e disparou contra Santos, que morreu no local. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios, que afirma já ter esclarecido o crime mas ainda ouvirá testemunhas. Também foi instaurado um auto de resistência na 19ª DP (Tijuca) para analisar a conduta do policial.

Tudo o que sabemos sobre:
Igreja Universal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.