Mulher é assassinada na frente do filho na Cidade de Deus

Ana Moraes, de 32 anos, estava na porta de casa na favela, que recebeu UPP em 2009

Adriano Barcelos, O Estado de S. Paulo

28 Outubro 2013 | 09h58

RIO - Uma mulher de 32 anos foi morta com três tiros na Cidade de Deus, zona oeste do Rio. A favela, internacionalmente conhecida em função do filme homônimo, recebeu uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) em fevereiro de 2009.

A mulher, Ana Lúcia Araújo Moraes, foi baleada em frente ao filho na porta de casa, na Avenida Miguel Salazar Mendes de Moraes. Ela foi atendida pelos PMs da UPP, mas quando o socorro chegou Ana Lúcia já havia morrido.

A Divisão de Homicídios (DH) já iniciou as investigações e a perícia foi realizada no local.

Mais conteúdo sobre:
Cidade de Deus Violência Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.