Mulher é baleada após assalto na zona sul de SP

Uma mulher foi atingida por um tiro no ombro no fim da manhã desta quarta-feira,7, após um assalto em Moema, na zona sul de São Paulo. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), dois assaltantes começaram a seguir um homem após ele retirar dinheiro de um caixa eletrônico na região. Ao ser roubado, a vítima reagiu e correu atrás dos bandidos, que atiraram. Um dos tiros atingiu Maria Nilza Luz da silva, de 54 anos, que estava em frente a um bar, no cruzamento da rua Divino Salvador com praça Nossa Senhora Aparecida, por volta das 12h15. Ela foi encaminhada para o Hospital Alvorada e está sob observação clínica. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, o tiro foi de raspão e já foi feito o curativo em Maria Nilza, que já foi orientada e está consciente. Os assaltantes foram presos em flagrante.Caixa eletrônicoDois homens e uma mulher roubaram por volta das 11 horas desta quarta-feira, 07, um caixa eletrônico do Banco Real, na Rua Borges Lagoa, 751, na Vila Clementino, zona sul de São Paulo. Os ladrões fugiram a pé, segundo informações da Polícia Militar (PM).Este foi o segundo caso nesta quarta. O primeiro caso ocorreu na agência do Banco do Brasil, no Jabaquara, na zona sul. De acordo com a PM, três bandidos chegaram ao banco junto com o gerente da agência, que fica na Avenida Jabaquara, por volta das 8h30.Os funcionários da agência suspeitaram dos indivíduos e acionaram a polícia. Com isso, os assaltantes fugiram levando três celulares, dois coletes e dois revólveres. O gerente da agência ainda havia registrado boletim de ocorrência e a polícia ainda não tinha informações sobre a quantia roubada do banco. Na terça-feira, 6, duas agências bancárias foram assaltadas na cidade. Segundo informações da Polícia Militar, nos dois casos nenhum suspeito foi detido e as ações também não deixaram feridos.Na semana passada, um assalto a banco em Moema, na zona sul, deixou pelo menos seis pessoas feridas na capital. O caso mais grave foi da adolescente Priscila Aprígio Silva, de 13 anos, atingida por uma bala perdida durante o tiroteio, que está paraplégica. Outra vítima do tiroteio, Raimundo José Jesus dos Santos, de 39 anos, teve a perna esquerda amputada, abaixo do joelho. Roubos crescem 82%Os roubos a bancos na cidade de São Paulo aumentaram 82% entre 2005 e 2006. Para a polícia, o crescimento tem uma explicação: a conivência de seguranças privados das agências bancárias. "Essa é a principal causa desses roubos", disse o delegado Ruy Ferraz Fontes, titular da Delegacia de Roubo a Banco, na semana passada.Este tipo de crime não cresce apenas na capital. Segundo informações da Secretaria de Segurança, em todo o Estado os assaltos a banco aumentaram 52,6% - de 133 para 203 casos. "Eram 1.600 por ano em 1995", contou o delegado. (Colaborou Rodrigo Pereira)Matéria ampliada às 15h05

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.