Mulher e criança feridas em tiroteio em escola do Rio

Um dia depois de o governador Sérgio Cabral Filho (PMDB) anunciar que pediria as Forças Armadas no policiamento da capital fluminense, um tiroteio deixou uma mulher e uma menina de 9 anos feridas e um assaltante morto na zona norte do Rio de Janeiro. Janete Alves da Silva, de 44 anos, levava a sobrinha Graciane, de 9 anos, à Fundação Bradesco, onde a criança estuda, quando foram baleadas. Janete foi atingida no ombro esquerdo e a menina no pé. A troca de tiros ocorreu após um policial reagir a uma tentativa de assalto nas imediações da escola, quando três homens em um carro roubado tentaram levar sua moto. Os assaltantes fugiram em direção à outra escola, o Colégio Santa Dorotéia, que fica na divisa com o morro do Turano. O policial perseguiu os três assaltantes. Dois fugiram, um deles provavelmente baleado e outro morreu em frente ao Santa Dorotéia. Texto alterado às 13h43 para correção de informações. Ao contrário do informado inicialmente, a menina estudava na Fundação Bradesco e o homem morreu em frente ao Colégio Santa Dorotéia.

Agencia Estado,

10 Abril 2007 | 11h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.