Mulher e filho do prefeito de Porto Alegre são feitos reféns

A mulher e um filho do prefeito de Porto Alegre, João Verle, foram tomados como reféns por assaltantes por mais de uma hora, ontem à noite. Nancy e Luiz Verle estavam deixando a caminhonete Toyota Hilux da família para conserto numa auto-elétrica na zona norte da capital gaúcha quando foram rendidos, junto com mais três pessoas da família do dono da oficina, por quatro assaltantes armados de revólveres e uma pistola. Mais tarde, em tiroteio com a polícia um dos assaltantes foi morto, o outro ferido e dois fugiram. O grupo amarrou os reféns e passou a procurar objetos de valor. Ao constataram que a informação do dono da empresa, José Arlo Zydek, de que não havia cofre no local, era verdadeira, os ladrões roubaram celulares e objetos de valor das suas vítimas. Depois fugiram com a Toyota Hilux pelas ruas dos bairros Passo d´Areia e Navegantes.A Brigada Militar foi acionada e perseguiu os assaltantes, que acabaram batendo a caminhonete no meio-fio do canteiro central da Avenida Farrapos.Na troca de tiros com os policiais, dois ladrões foram baleados. Um deles morreu no Hospital de Pronto Socorro. Os outros dois fugiram. A família do prefeito informou que não vai comentar o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.