Mulher é indiciada por incitar pela internet danos ao patrimônio em protestos no Rio

Se condenada, ela poderá cumprir pena de três a seis meses de detenção ou multa, segundo a Polícia Civil

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

21 de agosto de 2013 | 11h17

RIO - A Polícia Civil do Rio indiciou Neiva Trindade Taveira, de 46 anos, por incitação ao crime numa rede social na internet. Segundo o delegado Gilson Perdigão, da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), ela utilizava seu perfil para incitar a prática de danos durante as manifestações no Rio.

De acordo com Perdigão, em depoimento, Neiva admitiu ter publicado os comentários. A mulher ainda informou ter atuado como socorrista durante os protestos, mas negou a participação em atos violentos.

Após ser autuada, Neiva assinou um termo se comprometendo a comparecer em juízo e foi liberada, por se tratar de delito de menor potencial ofensivo. Se condenada, ela poderá cumprir pena de três a seis meses de detenção ou multa, segundo a Polícia Civil.

Tudo o que sabemos sobre:
ProtestosRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.