Mulher é morta depois de encontro marcado pela internet

Dois acusados de envolvimento no assassinato da corretora de imóveis Célia Carvalho, que estava desaparecida desde o último sábado, 24, foram presos no Rio Grande do Norte, com a ajuda da filha da vítima. Célia Carvalho, de 43 anos, foi morta a pauladas e enterrada no caminho da praia amordaçada e com as mãos atadas. Ela havia conhecido um dos acusados, que é menor de idade, por meio da internet, durante o carnaval, segundo informações da GloboNews. O adolescente, de 17 anos, que a corretora havia conhecido pela internet atribuiu o crime ao primo, de 18 anos, e à namorada dele. Mais de 20 páginas do diálogo entre a vítima e o adolescente pela internet também colaboraram para esclarecer a relação entre os dois. Desde o encontro virtual até o dia do crime, que teria sido premeditado, a participação da família da vítima foi fundamental para o esclarecimento do caso. A filha da corretora marcou um encontro, também pela internet, com o adolescente que foi preso em flagrante. De acordo com a polícia, os dois presos já têm passagem pela polícia em Natal e em São Paulo, de onde vieram.

Agencia Estado,

28 Fevereiro 2007 | 12h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.