Mulher é morta por esbarrar em uma bicicleta

Por volta das 19h de ontem, acompanhada de dois filhos, de 13 e 14 anos, a dona de casa Lúcia Inês, de 44 anos, havia acabado de sair de um culto evangélico realizado em um templo na Avenida Dona Belmira Marin, no bairro do Grajaú, zona Sul da capital paulista. Quando andava pela avenida, voltando para casa, a mulher inadvertidamente esbarrou na bicicleta de Antonio Xavier Dias, de 35 anos.Aparentemente bêbado, o homem ficou muito irritado e começou a ofender a evangélica, que insistentemente pedia desculpas. A ira do proprietário da bicicleta era tanta que ele, depois de dar um tapa no rosto de Inês, sacou um revólver calibre 38 e atirou várias vezes contra ela. Mesmo levada ao pronto-socorro do Grajaú, a mulher não resistiu e morreu. Horas depois, policiais militares do 27º Batalhão detiveram o assassino, que estava bebendo em um bar na Rua Professor Aurélio Arrobas Martins. A arma usada no crime não foi localizada, mas testemunhas foram ao 85º Distrito Policial, no Jardim Mirna, e reconheceram Xavier como autor do homicídio.

Agencia Estado,

13 de dezembro de 2004 | 03h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.