Mulher é presa com ecstasy e bombons recheados de cocaína

A Polícia Federal prendeu hoje Flávia Regina Silva Farias, de 28 anos, com 10 mil comprimidos de ecstasy e bombons recheados com cocaína. Ela foi presa no aeroporto de Belém quando chegava do Suriname. Flávia é paraense, mas reside há cinco anos em Paramaribo, capital do Suriname, em companhia do surinamês Imradj Thakoer.Segundo a polícia, foi ele quem entregou a droga para a companheira trazer para Belém. O empresário estaria ligado ao tráfico internacional de ecstasy para o Brasil. "Esta foi a primeira apreensão de ecstasy no Estado, segundo o superintendente da PF, delegado Néder Duarte. Em depoimento, Flávia Regina informou que a encomenda era para um amigo de Thakoer residente em Belém.A prisão aconteceu por acaso, quando os agentes federais viram Flávia Regina entregar um aparelho de som a um adolescente e ficaram desconfiados. Pediram para examiná-lo e encontraram um saco plástico com sete mil comprimidos da droga. "As outras três mil cápsulas de ecstasy estavam no apartamento da dona de casa Jaqueline Nicácio Carneiro, de 29 anos, que também está presa. O menor foi levado para a Divisão de Atendimento ao Adolescente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.