Mulher é presa em central telefônica clandestina

Policiais Militares prenderam em flagrante, no final da noite de ontem, uma mulher de 25 anos que operava uma central telefônica clandestina em sua residência, no Jardim São Carlos, região de Guaianazes, zona leste de São Paulo. Ela teria contado aos investigadores do 44º Distrito Policial que fazia as transferências de ligações entre presídios obrigada por seu marido, que estaria preso em Hortolândia, e pelo cunhado, preso em Campinas, no interior do Estado de São Paulo. De acordo com a polícia, a central era operada com apenas uma linha telefônica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.