Mulher é presa por tentar matar a filha de um ano duas vezes

Policiais militares prenderam na tarde desta segunda, em Minas Gerais, Maria de Fátima Souza, de 40 anos, acusada pelos próprios familiares de tentar matar a filha, de apenas um ano e dois meses. Ela foi presa na Vila Dom Bosco, bairro Jardim Industrial, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o tenente Watson Aparecido Corrêa, os parentes afirmaram que Maria de Fátima é usuária de crack e álcool. Ela foi denunciada por um irmão, que disse à PM que a mulher havia tentado sufocar a criança com uma fralda. Há cerca de uma semana, Maria de Fátima teria colocado a filha dentro de uma máquina de lavar roupas em funcionamento. A menina foi salva por parentes que escutaram o seu choro. No 4º Distrito Policial de Contagem, onde foi autuada em flagrante, Maria de Fátima confirmou que colocou a filha dentro do tanquinho, mas negou que a máquina estivesse ligada. "Molhei ela, depois tirei. Normal", disse, em entrevista à Rádio Itatiaia. Policiais que participaram da ocorrência afirmaram que a mãe apresentava sinais de que estava sob o efeito de drogas. O Conselho Tutelar de Contagem foi acionado e encaminhou a criança, em companhia de familiares, para o Juizado da Infância e da Juventude do município. A PM informou que uma das irmãs de Maria de Fátima iria solicitar a guarda provisória da sobrinha.

Agencia Estado,

20 Fevereiro 2006 | 22h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.