Mulher é presa por tentar vender filha recém-nascida

Érika Ferreira de Moraes tentou vender a filha recém-nascida para a comerciante Glauce Alice Firmino Martins por 12 prestações mensais de R$ 180,00. Ambas acabaram presas por policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) na noite de ontem, na cidade de Dourados, a 200 quilômetros de Campo Grande. Érika confessou a negociação em depoimento prestado hoje de manhã, e as duas foram encaminhadas para o presídio feminino de Ponta Porã, na divisa com o Paraguai.Segundo a polícia, Glauce teria dito à Érika que o bebê seria entregue para um casal residente no Rio de Janeiro. O caso foi descoberto através de denúncia anônima formulada ao Conselho Tutelar. Os policiais que investigam o assunto, juntamente com o Juizado da Infância e da Juventude, desconfiam da existência de uma rede de traficantes de recém nascidos em Dourados. Várias denúncias neste sentido foram feitas, mas não foram confirmadas. A polícia vai investigar também o esposo de Glauce, o cirurgião dentista Cezar Luiz Aragão Palermo. Ele atualmente mora em uma cidade a 600 quilômetros de Manaus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.