Mulher é raptada e morta em Sorocaba

A dona-de-casa Adriane Amélia de Oliveira, de 31 anos, foi raptada e morta por dois ocupantes de um Fiat Tempra preto, na noite de ontem, em Sorocaba, a 98 quilômetros de São Paulo. Eles tentaram matar também a adolescente Daniela de Lima, de 17 anos, amiga de Adriane.As amigas caminhavam por uma rua da Vila Angélica, zona norte da cidade, quando foram abordadas pelos ocupantes do Tempra. Eles as forçaram a entrar no carro e foram até o município Itu. Em um bar, naquela cidade, compraram cerveja e vodca. Em seguida, retornaram para Sorocaba, adentrando a estrada rural. Segundo Daniela, eles disseram que pretendiam fazer sexo com elas. O carro encalhou em um lodaçal eos dois homens obrigaram Adriane a descer com eles para empurrar o veículo, deixando Daniela no volante. Em seguida, ela viu um deles agredindo a amiga com um pau. A jovem tentou fugir, mas foi alcançada e agredida a pauladas. Daniela fingiu-se de morta. Um dos homens subiu no carro e deu ré, passando sobre o corpo de Adriane. Nesse momento, a outra adolescente correu para o mato e alcançou um posto da polícia rodoviária. A polícia já tem a identificação dos autores do crime, mas eles ainda não foram presos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.