Mulher é salva de ladrões por cachorro de estimação

Animal, da raça sharpei, teria avançado em homens quando sua dona foi amarrada; ladrões fugiram

10 de agosto de 2007 | 10h34

O cachorro da raça sharpei Yuki, de 4 anos, se virou herói em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. O animal de estimação teria salvo sua dona, depois de avançar em dois assaltantes que a amordaçaram e amarram em uma árvore. A proprietária do cão, uma comerciante, de 34 anos, foi rendida na quarta-feira, quando chegava em seu apartamento no bairro São Pelegrino. Enquanto o portão fechava, dois homens entraram na garagem e cercaram o carro da comerciante, um jipe da Pajero. Depois de revistar o veículo e a bolsa da comerciante, os bandidos, informados de que ela estaria sozinha, a obrigaram a subir até o apartamento. Ao entrarem no apartamento, um dos ladrões deu de cara com o cão, que investiu contra o homem que segurava sua dona pelos cabelos. O bandido se assustou e começou a descer as escadas do prédio. O outro ladrão mandou então a comerciante colocar uma coleira no cachorro para que eles saíssem do prédio. Os quatro teriam deixado o local no veículo da comerciante, e depois de rodar por um tempo indeterminado, carro parou ao chegar num matagal entre os bairros Cristo Redentor e a Vila Ipiranga. Os bandidos deixaram o veículo a cerca de 100 metros do mato e obrigaram a mulher e o cão a caminhar até as árvores. Lá, com braçadeiras plásticas, ela teve os pés e as mãos amarrados e também foi amordaçada. O cachorro foi preso pela coleira aos pés da mulher, mas conseguiu se soltar pouco tempo depois e atacou um dos bandidos que iria atirar contra a comerciante.  Na mesma hora, o ladrão começou a correr. O comparsa também ficou assustado e os dois acabaram fugindo com o jipe. Em seguida, a mulher gritou por socorro e foi auxiliada por moradores, que acionaram a Brigada Militar. Até a noite de quinta-feira, o carro não havia sido localizado, e a polícia não tinha identificado os dois ladrões.

Tudo o que sabemos sobre:
cão salva donaCaxias do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.