Mulher mata tenente em motel do Rio

O capitão-tenente da reserva da Marinha Paulo César Silva Castiglione, de 45 anos, foi morto a facadas hoje de madrugada no Motel Dunas, na Barra da Tijuca, zona oeste, pela escriturária Nair Dorneles, de 33 anos. Eles chegaram à 1h30 e, três horas depois, ela pediu a conta, tentou sair, bateu com o carro e pediu ajuda ao gerente do estabelecimento, Francisco José Ribeiro, que encontrou o corpo na garagem. A moça correu gritando por socorro e o segurança do motel, Walmir Alves Júnior, a deteve e encontrou uma faca de açougueiro dentro de sua bolsa.Segundo policiais da 16ª Delegacia de Polícia, Nair contou que estava com Castilione no restaurante Nau Catarineta, na Barra, quando chegou um amigo dele, que ela não soube identificar. Depois de beberem, os três foram para o motel, onde os dois homens se desentenderam e o amigo esfaqueou o militar. No entanto, a polícia duvida dessa história porque ninguém no motel ouviu sons de briga e foram encontrados sinais de que o corpo teria sido arrastado de dentro do quarto para a garagem. A versão mais provável, segundo a polícia, é que Nair tenha sedado Castiglione e matado quando chegaram ao motel.Nair trabalha no escritório de contabilidade Sport Line, que funciona no shopping Downtown, do qual Castiglione era cliente, porque tinha uma empresa de construção naval. A firma confirmou que ela é empregada, mas estava afastada há alguns dias, embora o gerente, Maurício Cândido, tenha ficado fora toda a tarde. Ainda segundo a polícia, Nair disse que tinha um relacionamento amoroso com o ex-militar, que era casado e morava na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul. Sua firma funciona em Bonsucesso, na zona norte. A moça foi levada para a 16ª DP, ainda com o jeans que vestia sujo de sangue e, até ser levada para a Polínter, não pediu para falar com ninguém de sua família, da firma onde trabalha ou algum advogado. Ela mora em Jacarepaguá e disse ser solteira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.