Mulher morre após fazer lipoaspiração em hospital de MG

A gerente comercial Mariza Fernandes Santos, de 35 anos, morreu nesta terça-feira, 19, após passar por cirurgia de lipoaspiração e receber alta do Hospital São Sebastião, em São Sebastião do Paraíso, no Sul de Minas. O corpo dela foi enterrado no final da tarde de terça, na cidade de Passos, no Sul de Minas Gerais. A direção do hospital pediu a família permissão para realizar uma necropsia, mas não foi atendida. No boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar (PM) consta que Mariza foi vítima de embolia pulmonar.A família, ainda chocada com a morte da gerente comercial, que era natural de Franca, no interior paulista,não confirma se vai tomar alguma medida contra a direção do hospital. Um dos irmãos de Mariza, que mora em Passos, limitou-se a dizer que os familiares preferem acreditar numa fatalidade e não numa falha do hospital. Porém, o próprio diretor-clínico do Hospital São Sebastião, o médico José Garcia, diz que a embolia pode ter sido originada na cirurgia. "Há possibilidade de o coágulo de gordura que caiu na corrente sangüínea ter se originado na cirurgia. É uma hipótese", explica.Mariza registrou entrada no hospital na segunda-feira,18, quando passou por uma abdominoplastia e lipoaspiração nas coxas. A paciente recebeu alta na manhã terça-feira. Porém, ao deixar o hospital, a gerente comercial desmaiou. Apesar de ter sido socorrida poucos minutos depois, a paciente não resistiu. "Todos estão muito chocados com a morte da Mariza, principalmente o médico responsável pelo procedimento cirúrgico", diz o diretor-clínico do Hospital São Sebastião.

Agencia Estado,

20 de setembro de 2006 | 18h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.