Mulher morre após passar mal em cruzeiro em Santa Catarina

Laudo médico diz que mineira teve gastroenterite aguda; corpo foi enterrado nesta manhã na cidade de Lavras

Luiz Carlos Silva, especial para O Estado de S.Paulo

26 de janeiro de 2009 | 18h47

A mineira Jane Lúcia Alves Botelho, de 57 anos, morreu no último sábado após passar mal durante um cruzeiro em Balneário Camboriú, litoral de Santa Catarina. De acordo com informações dos familiares, a vítima teria apresentando um quadro de enjoo e diarreia, chegando a vomitar uma vez. O corpo de Jane foi enterrado na manhã desta segunda-feira, 26, em Lavras, no centro-oeste mineiro.   Veja também:  Todas as notícias sobre problemas em cruzeiros   Segundo a família de Jane, depois de se sentir mal, ela foi medicada ainda em sua cabine e, depois, na enfermaria do navio. Ela chegou a ser levada de lancha até a cidade de Porto Belo e depois percorrido cerca de 30 km de ambulância até Balneário Camboriú, onde ficou internada por quatro dias num hospital particular, mas acabou não resistindo.   A família afirma que desde a saída de Jane do navio, ninguém da empresa procurou informações sobre o estado de saúde da cliente e nem entrou em contato com a família para oferecer ajuda. Os familiares acreditam que Jane possa ter sofrido algum tipo de intoxicação alimentar, pois o laudo médico diz que a paciente sofreu de gastroenterite aguda (inflamação do estômago e do intestino), mas de foco desconhecido.

Tudo o que sabemos sobre:
morte em cruzeirocruzeironavioviagens

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.