Mulher morre após ser atingida por raio em Sorocaba

A dona de casa Sonia dos Santos Lemos Pinho, de 31 anos, morreu depois de ser atingida pela descarga elétrica de um raio, na zona norte da cidade de Sorocaba. A mulher tentava salvar um cachorro que tinha sido eletrocutado pelo raio. A chuva forte voltou a causar queda de árvores, muros e inundações entre a noite de terça-feira e a manhã de hoje na cidade. As águas do Rio Sorocaba atingiram mais de 300 casas nos bairros Jardim Abaeté e Vitória Régia. As águas ainda não baixaram. Moradores do Abaeté reclamam da demora nas obras de um piscinão que a prefeitura constrói no bairro. Avenidas da região central, como a Dom Aguirre, ficaram alagadas. Houve inundações também nos bairros Maria do Carmo, Santo André, Vila Barão e Nova Sorocaba. A prefeitura montou postos para a distribuição de colchonetes, água e alimentação. Cerca de 120 desabrigados passaram a noite no albergue do Serviço de Obras Sociais (SOS). Equipes do Corpo de Bombeiros continuavam as buscas do corpo do catador Antonio José Ferreira, de 68 anos, arrastado pela correnteza de um córrego no Jardim Hungarês, na noite de segunda-feira. Os bombeiros acreditam que o corpo foi arrastado para o Rio Sorocaba, onde o córrego deságua. As chuvas dificultam as buscas. Cerca de 300 mil pessoas já estão sem água na cidade, em razão do rompimento de uma adutora, na madrugada de terça-feira. Bairros da zona norte, a mais atingida, estão sendo abastecidos de forma precária com caminhões-pipa. Os reparos estão sendo feitos sob a chuva e podem demorar mais três dias. Há risco de novos rompimentos. Em Itu, a estação de tratamento de água do bairro Paraíso foi inundada pelas águas poluídas do Rio Tietê. O abastecimento teve de ser suspenso, deixando sem água os bairros Paraíso I e II, Portal Aberto, Condomínio Portal e Rancho Grande. A regularização do abastecimento pode demorar três dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.