Mulher morre e sete pessoas ficam feridas em tiroteio

Uma mulher morreu e sete pessoas ficaram feridas atingidas por balas perdidas durante uma troca de tiros entre a Polícia Militar e traficantes da Vila dos Pinheiros, no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro. Entre os atingidos, estava um casal que trafegava pela Linha Amarela. A mesma bala que acertou a cabeleireira Cinere de Oliveira Amaral, de 37 anos, no rosto, matando-a na hora, feriu o marido dela, o farmacêutico Délio Pereira Amaral, de 39 anos, no pescoço. O casal estava com os filhos, de 16 e 17 anos, que não se feriram.A troca de tiros começou por volta das 19 horas. De acordo com informações da polícia, traficantes dispararam contra dois carros do Batalhão da Maré, que ficam de plantão numa das ruas de acesso à Vila dos Pinheiros. Os policiais revidaram. Nenhum dos PMs ficou ferido. Um dos carros da polícia ficou completamente perfurado de balas e teve de sair rebocado da favela.Outras seis pessoas, que passavam pelas ruas da favela, foram feridas. Elas foram identificadas como Daniele Aleixo Augusto, Júlio César Moura de Carvalho Sobrinho, Ronaldo Corrêa dos Santos, Henrique José Ribeiro, Gilson Campeiro dos Silva e Luiz Roberto Pereira Pinto.

Agencia Estado,

20 de janeiro de 2004 | 21h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.