Mulher morre eletrocutada ao atender telefone na Grande SP

Maria Rosa de Lima, de 61 anos, morreu no sábado, 6, ao atender o telefone em São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo. Ela recebeu uma descarga elétrica ao retirar o aparelho do gancho e teve uma parada cardíaca. Uma vizinha encontrou Maria, que chegou a ser socorrida pelo Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (SAMU), mas morreu.Segundo moradores, os telefones tocaram ao mesmo tempo, em várias regiões. Pelo menos outras duas pessoas na cidade também receberam choques elétricos.O filho de Maria Rosa, Samuel Correia, desconfia que um cabo de alta tensão que se rompeu no dia tenha encostado na fiação telefônica. Ele registrou boletim de ocorrência e vai entrar na justiça para pedir indenização. Em nota, a Telefônica informou que já começou a verificar os fatos que envolveram os cabos na cidade de São Lourenço da Serra. A Eletropaulo também afirmou que vai apurar o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.