Mulher que disse ter encontrado bebê em Brasília é a mãe da criança

Ela afirmou que a criança é fruto de um estupro, que ela não relatou a ninguém

Solange Spigliatti, estadão.com.br

19 Setembro 2011 | 11h36

SÃO PAULO - A mulher que encontrou um bebê recém-nascido dentro de uma bolsa, na última quinta-feira, em Santa Maria, no Distrito Federal, perto de um hospital da cidade, é a verdadeira mãe da criança. Segundo o delegado-chefe adjunto da 33ª DP de Santa Maria, Murilo José, a jovem, de 18 anos, compareceu espontaneamente à delegacia no último sábado, após já ter sido ouvida pela polícia sobre a localização do bebê.

 

A moça narrou que havia sido vítima de um estupro, em março deste ano, em um local considerado muito perigoso em Santa Maria, quando saía da escola, por volta das 23 horas. Ela afirmou em depoimento que, envergonhada, e por ser casada e ter três filhos, não contou para ninguém sobre o estupro.

 

Ainda durante depoimento, a jovem disse ter tomado comprimidos abortivos. Na última quinta-feira, quando tomava banho, a jovem sentiu cólicas e foi quando o bebê nasceu. Ela achou que o bebê estava morto, mas quando viu a criança gemendo resolveu levar ao hospital.

 

A polícia já instaurou um inquérito que vai investigar todas as informações passadas pela jovem, principalmente o crime de estupro, pois segundo o delegado, ela pode mesmo ter sido vítima.

 

A criança foi encaminhada em estado grave para a UTI neonatal da unidade. A menina, com aproximadamente 28 semanas de vida, ainda estava com o cordão umbilical. O bebê está internado e seu quadro é considerado estável.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.