Mulher que matou molestador de seu filho vai a julgamento

A dona de casa Maria do Carmo Ghislotti, acusada de matar um adolescente de 15 anos que teria violentado sexualmente seu filho de 3 anos, em fevereiro deste ano, será julgada na terça-feira, 14, em júri popular, no Fórum de São Carlos, na região de Ribeirão Preto.Maria do Carmo matou com uma faca o adolescente Robson Xavier Francelino de Andrade, que era seu vizinho, durante o registro do boletim de ocorrência, após o rapaz tê-la provocado. Ela foi presa em flagrante e libertada dez dias depois por decisão judicial.O advogado de Maria do Carmo, Helder Clay Biz, disse que tentará derrubar a qualificadora do crime de homicídio. Ou seja, pela denúncia de homicídio qualificado a dona de casa teria dificultado a defesa da vítima, agindo de surpresa. "Esse crime foi cometido sob o domínio de violenta emoção", afirmou Biz.Segundo ele, sua cliente mantém a versão de que achou a faca na própria delegacia e não levado de casa, após o episódio ocorrido em 7 de fevereiro. O julgamento ocorrerá na 1ª Vara Criminal e o juiz do caso é Antonio Benedito Morello.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.