Mulher resgata filho de dentro de avião que caiu e explodiu em MT

Silvana Maria Vizzoto não conseguiu salvar o marido, o empresário Ernesto Sérgio Varnier, que morreu após a queda do monomotor

Fátima Lessa, Especial para O Estado

08 de setembro de 2014 | 15h05

CUIABÁ - Um avião monomotor modelo Cessna de matrícula PR-TOT caiu na tarde deste domingo, 7, em Tangará da Serra, a 245 quilômetros de Cuiabá, e causou a morte do empresário Sergio Varnier, além de deixar duas pessoas gravemente feridas, o filho dele, Ernesto Sérgio Varnier, e o piloto Reginaldo Souza Oliveira. Segundo a Polícia Militar, a mulher da vítima, Silvana Maria Vizzoto Varnier, estava no aeroporto aguardando a chegada do marido e do filho e presenciou o acidente. Quando a aeronave se chocou com o chão, ela tentou resgatar os familiares, mas conseguiu apenas retirar o filho.

"Não teve como retirar o marido porque ele estava preso nas ferragens, o filho estava na parte de trás do avião com dor e desmaiado", disse o escrivão da Delegacia da Polícia Civil, Valdomiro Antonio da Silva Junior. O empresário morreu carbonizado.

Silva Junior disse que, após a queda do avião, o piloto saiu caminhando, mas não teve forças para andar e foi socorrido por pessoas que presenciaram o acidente. Depois de salvar o filho e presenciar a morte do marido, a mulher entrou em estado de choque. Ela foi encaminhada para o Hospital das Clínicas do município com o piloto e o filho.

O hospital informou que mãe e filho foram liberados na manhã desta segunda-feira, 8. O piloto segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e seu quadro é estável. Segundo a mulher dele, Leandra Soares, Reginaldo sofreu hemorragia interna e passou por cirurgia que durou cerca de cinco horas. 

Acidente. Segundo informações da PM, o acidente aconteceu no momento em que o piloto tentou pousar o avião na pista do aeroporto de terra destinado para aeronaves de pequeno porte e agrícola. Ele teve que arremeter e se chocou  com um fio de energia elétrica. A aeronave caiu de bico no chão e pegou fogo logo em seguida. Sergio Varnier viajava na frente com o piloto. O filho estava atrás. 

Foi aberto um inquérito na Polícia Civil. As causas do acidente serão investigadas pelo Centro de Prevenção e Investigação de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa da Aeronáutica).

Tudo o que sabemos sobre:
Mato GrossoTangará da SerraAcidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.