Mulher seqüestra suposta amante do marido no Paraná

A Polícia Militar libertou ao meio-dia desta sexta, 7, Valquiria Tavares Moreira, de 20 anos, que havia sido seqüestrada às 7 horas no centro de Ortigueira, região central do Paraná. Ao estourar o cativeiro, a PM encontrou Valquiria amarrada, encapuzada e com os cabelos cortados. Os autores do seqüestro, presos em flagrante, foram Antonio Ronilson Alves, Irene de Matos Pádua, Xaviane Pádua Bianchini e Suelen Pádua Bianchini. As três mulheres são, respectivamente, esposa e filhas do advogado José Eduardo Bianchini, procurador jurídico do município. Segundo a Rádio Nova Era, de Borrazópolis, o motivo do seqüestro foi a suspeita de que Valquiria manteria um relacionamento amoroso com o advogado. A polícia apreendeu com os seqüestradores um revólver e o veículo utilizado no seqüestro, um Fiat 147, que teve as placas cobertas com fita crepe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.