Mulher sobrevive após 4h presa em ferragens

Uno ficou prensado entre caminhão e ônibus, completamente destruído; jovem, que fraturou pulso e bacia, tinha apenas uma fresta para respirar

Tatiana Fávaro, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2009 | 00h00

Um milagre. Foi assim que o tenente Oscar Aoyama, do Corpo de Bombeiros, classificou o sucesso do resgate da assistente administrativa Daniela Camargo, de 26 anos, que ficou cerca de quatro horas presa nas ferragens de seu Uno, na noite de anteontem, em um semáforo do Jardim dos Oliveiras, Campinas. O veículo ficou prensado entre um ônibus fretado e um caminhão que carregava cimento. O Uno ficou irreconhecível, mas Daniela passa bem.A motorista passará hoje por cirurgia no pulso esquerdo, fraturado. Ela também sofreu fratura na bacia e teve lesão pulmonar leve. Segundo o Hospital e Maternidade Madre Theodora, a garota está lúcida.O tenente Aoyama disse que nunca encontrou sobreviventes em situações como a de Daniela. "Não achávamos que havia alguém vivo no carro." O resgate exigiu o trabalho meticuloso de 11 bombeiros e da equipe do Serviço de Atendimento de Urgência.BALÃO DE OXIGÊNIOOs bombeiros utilizaram um balão de oxigênio, já que a moça tinha só uma fresta sobre a cabeça para respirar. Segundo o tenente, o fato de Daniela ter mantido a calma ajudou. Mesmo presa nas ferragens, ela conseguiu falar pelo seu celular com a mãe, Ângela Camargo. Apesar de não correr risco de vida, Daniela deve permanecer em observação por um período de 24 a 48 horas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. "Só falaremos, nós e ela, quando Daniela tiver saído na UTI e estiver recuperada e tranqüila no quarto", disse a mãe.O acidente aconteceu num sinal no cruzamento das Avenidas Francisco de Paula Sousa e Jorge Tibiriçá. O motorista do caminhão da empresa Congrelongo, Alexsandro Alves, disse que não conseguiu reduzir a velocidade. O veículo bateu no Uno de Daniela, que aguardava atrás de um ônibus. O motorista do ônibus, Oscar Alvarenga, teve de ficar todo o tempo do resgate com o pé no freio do veículo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.