Mulher viu juiz Castro Filho ser morto a tiros

A gerente da academia Belle Forme, Marlene Canholato, assistiu ao momento do crime da janela de prédio em que trabalha. Ela disse que estavafazendo musculação quando ouviu dois disparos.Segundo Marlene, as pessoas foram até a janela e viram o juiz Alexandre Martins de Castro Filho caído no chão. Enquanto um homem permaneceu em uma moto, outro caminhou em direção ao juiz.?Eu vi ele atirando no juiz. Todo mundo se jogou no chão e, depois, ninguém conseguiu mais ver nada. Todos saíram correndo. Só ouvimos o grito.? Castro Filho, que havia levado um tiro no braço direito e outro no tórax, foi morto por um disparo fatal, à queima-roupa, na cabeça.Ele ainda foi socorrido por três instrutores da academia e levado para o Hospital SantaMônica, na Rodovia do Sol, em Vila Velha, mas não resistiu.Marlene disse ainda que os dois criminosos tiveram dificuldades para fugir porque amoto em que estavam enguiçou. Um deles teve que empurrá-la para dar a partida no motor. A polícia apura a informação de que outros criminosos estariam dando cobertura aos assassinos em uma caminhonete perto do local da execução.O juiz chegou por volta das 8 horas, sozinho, em sua Ranger prata. Quando saltou do carro, os doiscriminosos o aguardavam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.