Mulheres ganharão memorial em homenagem histórica no Rio

Conjunto cultural irá retratar a participação delas na história do País; anúncio oficial terá presença de Lula

Agência Brasil,

05 de março de 2010 | 14h42

Para retratar a participação de mulheres na história do País, um memorial deverá ser construído no Rio de Janeiro. A informação foi antecipada nesta sexta-feira, 5, pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), que fará o anúncio do grupo de trabalho responsável pelo projeto no Dia Internacional da Mulher, na próxima segunda, 8.

 

Veja também:

linkCEUs de SP comemoram o Dia da Mulher com muitas atividades

 

Na solenidade, que terá a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ministra Nilcéa Freire deverá assinar acordo com o Arquivo Nacional para formar a equipe responsável pelo conjunto cultural. Caberá ao grupo estabelecer o modelo arquitetônico, o acervo e o prazo para execução da obra. Posteriormente, a sociedade também poderá opinar.

 

"A ideia do grupo é detalhar o projeto. Inclusive, definir o tamanho e o tipo de acervo. Queremos fazer um levantamento e pesquisas no Brasil todo para recuperar a história de mulheres que mereçam estar registradas", explicou Sônia Malheiras, da Secretaria de Articulação Institucional da SPM, em entrevista no Rio.

 

O grupo de trabalho será criado durante evento cultural na Estação Leopoldina. A programação prevê, a partir das 11h, exposições, feira de artesanato, desfile de moda e shows. Às 17h, em ato solene com o presidente Lula, a SPM anunciará a construção de centros de atendimento à mulher em nove cidades.

 

De acordo com Sônia, será feito também um balanço dos sete anos de funcionamento da secretaria, com a apresentação dos principais programas, como o 2º Plano de Políticas para as Mulheres, elaborado por cerca de 300 mil participantes de conferências nacionais, além dos projetos de registro civil e documentação.

Tudo o que sabemos sobre:
Dia Internacional da MulherRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.