Mulheres são presas por tráfico internacional de drogas em SP

Policiais do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) prenderam na tarde deste sábado quatro mulheres que tentavam embarcar para África do Sul com drogas no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos, na Grande São Paulo.De acordo com o site da Polícia Federal, por volta das 15h30 deste sábado, a cabeleireira sul-africana Caroline de Abreu Ramos, de 29 anos, foi presa com nove quilos de cocaína, no check-in do aeroporto. A prisão foi feita por policiais da 2ª Delegacia do Núcleo de Apoio e Proteção às Escolas (Nape). Outra que iria para a África do Sul é Manci Samukelisiwe, 19 anos, detida com sete quilos da droga por policiais da 3ª Delegacia da Divisão de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise).Para completar o grupo de estrangeiras presas neste sábado, a comerciante de Guiné Bissau Mariana Conde de 30 anos, e a cabeleireira Rita Kyere Mateng, de 29, de Gana, também foram detidas com mais sete quilos da droga, por policiais da 4ª Dise.De acordo com informações do Denar, em comum, além do destino,as quatro mulheres detidas presas usavam o mesmo esquema de esconder a droga no fundo falso de bolsas de couro, carregadas dentro das malas de viagem. O diretor do Denarc, Emílio Françolin, acredita que elas pertençam à mesma quadrilha, apesar de terem sido presas por policiais diferentes. "De toda forma, é inusitado termos tantas mulheres presas como mulas, no aeroporto internacional."Na quarta-feira (15), duas brasileiras também foram detidas por policia da 4ª Dise. A camelô Cleusa Chinolato, de 50 anos, e a doméstica Gislene Aparecida dos Santos, de 37, tentavam embarcar para a Namíbia, com sete quilos de cocaína. A droga estava escondida no meio de pó de café, esquema diferente das outras acusadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.