Multas por ultrapassagem no acostamento crescem 150%

O tempo bom, os três dias de folga e a alta do dólar que acaba impulsionando o turismo interno foram os principais fatores apontados pela Polícia Rodoviária Estadual para justificar o grande número de veículos nas estradas neste final de semana prolongado. O número de carros nas estradas do Vale do Paraíba foi o segundo maior do ano, perdendo apenas para o feriado do Carnaval. Entre os dias 14 e 18 de novembro, durante a "Operação 15 de Novembro" passaram pelas rodovias estaduais que cortam a região cerca de 400 mil veículos, número 20% maior que em 2001.O maior fluxo de veículos foi registrado na SP 99, Rodovia dos Tamoios, principal acesso ao Litoral Norte. Na descida para Caraguatatuba o motorista enfrentou 28 quilômetros de congestionamento e na subida vários pontos de lentidão, fazendo com que a viagem, que normalmente dura uma hora, demorasse até quatro horas. Por causa da demora, muitos motoristas tentaram ultrapassar pelo acostamento. A prática irregular provocou um aumento de 150% nas autuações em relação ao mesmo feriado do ano passado. Foram 1.803 autuações - contra 707 em 2001- a revelia, provocadas por ultrapassagem no acostamento. A multa neste caso é de R$ 574,00 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação.Apesar do movimento recorde o número de mortes foi três vezes menor que no ano passado. No mesmo feriado de 2001 quatro pessoas morreram, contra uma neste ano. No Litoral Norte a expectativa de um milhão de turistas foi confirmada. Por causa do volume de turistas, três mortes por afogamento aconteceram. Em todo Litoral Paulista foram seis mortes. O 7º Grupamento do Corpo de Bombeiros, responsável pela segurança nas praias paulistas, trabalhou com 217 homens, atendeu 153 ocorrências e conseguiu salvar 169 turistas de possíveis afogamentos.

Agencia Estado,

18 de novembro de 2002 | 15h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.