AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Multidão ataca carro de Pimenta Neves na saída do fórum

O carro que levava o jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves foi atacado por populares na saída do Fórum de Ibiúna após o julgamento, no início da noite desta sexta-feira, 5. O automóvel Honda, dirigido pelo advogado Frederico Muller, que atuou na defesa de Pimenta, foi cercado e chutado apesar da escolta policial. Cinco viaturas das Polícias Civil e Militar davam cobertura à saída do réu. Quando o carro surgiu no portão, cerca de 150 pessoas começaram a gritar em coro: "Assassino" e "pena de morte". Um rapaz de capacete chutou a porta, e um outro deu um soco no vidro traseiro do lado do motorista, que se partiu. O rapaz chegou a ser agarrado por um policial mas desvencilhou-se e correu no meio da aglomeração. Moradores estavam revoltados porque esperavam ver o jornalista sair preso do Fórum. Alguns colocaram narizes de palhaço. "Palhaçada, fez o que fez e vai ficar na boa", protestou o publicitário João Batista Fidélis Oliveira, de 28 anos.LivreO jornalista Antônio Marcos Pimenta Neves foi condenado a 19 anos, 2 meses e 12 dias de prisão em regime integralmente fechado pelo assassinato da ex-namorada e ex-subordinada Sandra Gomide. O crime ocorreu em 20 de agosto de 2000, na cidade de Ibiúna, interior de São Paulo. Pimenta Neves foi condenado pelo Tribunal do Júri de Ibiúna por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe, sem oferecer chance de defesa à vítima. Ele deve recorrer e aguardar o recurso em liberdade.O juiz entendeu que, por ter aguardado a maior parte do processo em liberdade, o réu poderá aguardar todos os recursos de sua defesa em liberdade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.