Música para ''beijar na boca'' é hit em Salvador

Canção de Cláudia Leitte disputa título de mais tocada no carnaval baiano com composições de Carlinhos Brown e Daniela Mercury

Tiago Décimo, O Estadao de S.Paulo

24 Fevereiro 2009 | 00h00

Dois anos atrás, um famoso compositor de axé music disse, sem meias palavras, que não vendia "qualidade musical, mas beijo na boca". A frase causou polêmica, a ponto de o autor se arrepender da sinceridade, mas expôs uma realidade indisfarçável: a paquera é o motivo que faz boa parte dos foliões investirem até R$ 800 para curtir algumas horas atrás do trio. Exemplo disso é o sucesso da música de trabalho da cantora Cláudia Leitte este ano: Beijar na Boca, dos compositores Blanch e Roger Tom, uma das principais candidatas à mais tocada na folia. No domingo, no Circuito Osmar, onde a cantora comandou o bloco Os Internacionais, uma faixa convocava os foliões para bater o "recorde de beijos na boca". De fato, para qualquer canto que se olhasse, casais se beijavam. Para dar autenticidade ao "feito", Cláudia pediu à PM uma contagem aproximada de casais e aos fotógrafos, que fizessem o máximo de imagens possível. A grande concorrente de Cláudia na disputa pela canção mais popular é Cadê Dalila?, de Carlinhos Brown e Alain Tavares, música de trabalho de Ivete Sangalo. "Dalila é uma deusa, fortíssima e linda, que vê o futuro sempre de coisas boas e muita festa", conta Ivete, que desfila todos os dias com uma fantasia inspirada em alguma deusa. Na disputa, corre por fora Daniela Mercury, com Oyá por Nós, que compôs com Margareth Menezes. A música presta homenagem a Iansã, orixá dos ventos, raios e tempestades, sincretizada com a Santa Bárbara católica.Ontem, Cláudia Leitte comandou o bloco Gula, no Circuito Dodô, acompanhada da advogada paraense Mirla Araújo Prado, de 27 anos, e do empresário paulista Ralf Krause Reis Machado, de 32, participantes da nona edição do reality show Big Brother Brasil. A dupla ficou em uma área reservada e só podia falar com produtores do programa e com Cláudia.HOMENAGEMCompletando 60 anos, o bloco Filhos de Gandhy, exclusivo para homens, é o grande homenageado da prefeitura de Salvador este ano. Na primeira apresentação, no domingo, no Circuito Batatinha, Gilberto Gil desfilou tocando agogô, como faz todo ano. "É o que dá sentido ao meu carnaval", afirma. Ontem, o grupo desfilou no Circuito Dodô e amanhã sai no Osmar (Campo Grande).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.