Mutirão vai atender presas de 11 Estados

A Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, o Ministério da Justiça e a Defensoria Pública do Estado de São Paulo lançaram o Mutirão Nacional de Assistência Jurídica às Mulheres em situação de Prisão. O projeto vai atender a população carcerária feminina de 11 Estados e o investimento é de R$ 2 milhões. "A maioria nem sabe que tem direito a advogados para defendê-las", avalia Carmen Barros, diretora do projeto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.