Mutirão vai limpar Campinas

A prefeitura de Campinas decidiu organizar um mutirão unificado entre as 14 regionais e as quatro subprefeituras dos distritos para "limpar" a cidade. O projeto tem por objetivo tornar as ruas e os canteiros centrais das avenidas mais bonitos, além de recuperar as vias que servem aos itinerários dos ônibus, principalmente na periferia. Outra frente que o mutirão vai atacar: a limpeza completa de todas as escolas e creches municipais, além das bocas-de-lobo. Serão no total 21 equipes de trabalho, com 10 funcionários cada, e que vão estar dois dias em cada região. A previsão é que os trabalhos estejam concluídos até o dia 15 de março.Há seis meses a prefeitura não realiza este tipo de serviço no município. "A limpeza está começando da periferia para o centro", disse o prefeito Antônio da Costa Santos (PT), que esteve hoje acompanhando os trabalhos no Jardim Planalto-Viracopos, que fica a 25 quilômetros do centro da cidade.O prefeito disse, ainda, que o modelo de mutirão não é nada parecido com aquele que está sendo feito em São Paulo " Aqui os problemas e a geografia do município são outros", comentou. Os serviços de limpeza e conservação começaram pela Regional-12, a maior e com vários tipos de problemas graves. No total são 110 bairros, com 210 mil moradores, e com algumas ruas sem condições de até o caminhão de lixo passar.

Agencia Estado,

31 de janeiro de 2001 | 18h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.