Na Argentina, Air France sofreu ameaça de bomba

A Air France recebeu uma ameaça de bomba no Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires, na Argentina, quatro dias antes do acidente com o voo 447. O ato teria como alvo o voo 415, Buenos Aires-Paris, no fim daquela tarde. O avião estava fora da pista, sem passageiros, quando a empresa, às 9h59, recebeu um telefonema anônimo que alertava sobre a presença de uma bomba no aparelho. A voz masculina do denunciante teria sotaque estrangeiro. O homem iniciou a conversa com um funcionário, perguntando o horário de partida do avião. Orientado a ligar para a central telefônica para ter a informação, o anônimo denunciante disse: "Há uma bomba nesse avião." Após pronunciar a frase, desligou. O avião, cujo horário de partida era 17h05, foi inspecionado minuciosamente pelas forças de segurança especializadas em explosivos, que nada encontraram. Liberado, o avião decolou com atraso de meia hora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.