AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Na Bahia, feridos por fogos continuam internados

Doze feridos por fogos de artifício na festa de réveillon de Salinas da Margarida, 270 quilômetros a oeste de Salvador, continuam internados no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Geral do Estado (HGE), na capital baiana. Segundo o diretor-geral do hospital, André Luciano Andrade, as vítimas têm quadro clínico estável, mas precisam ser monitoradas pelo menos até amanhã. O risco é de desidratação ou infecções causadas pela perda da resistência da pele.

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

02 de janeiro de 2010 | 18h33

Em todos os casos, as queimaduras abrangem pelo menos 30% dos corpos dos pacientes. O quadro mais grave é o de Ivonete Nascimento Lima, de 30 anos, que teve queimaduras em cerca de 60% do corpo.

Os ferimentos foram causados no fim do show pirotécnico de 15 minutos que marcou a virada do ano na cidade. Um dos fogos usados na comemoração teve a rota desviada e seguiu na direção das cerca de duas mil pessoas que acompanhavam o espetáculo, na Praça da Ponte, explodindo em seguida. Segundo a prefeitura, 41 pessoas ficaram feridas, a maioria sem gravidade.

Tudo o que sabemos sobre:
fotosqueimadosano novoBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.