Na Bahia, jovem mata pais e mantém corpos em casa por 3 dias

Vizinhos notaram a ausência do casal e chamaram a polícia; rapaz de 23 anos já havia sido preso cinco vezes

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo,

13 Julho 2009 | 12h37

Viciado em crack, Diogo Bispo de Jesus, de 23 anos, matou os pais, Diógenes Bispo de Jesus, de 59 anos, e Solange Bispo de Jesus, de 41, a facadas. O crime foi cometido no quartodo casal, em um sobrado no bairro da Barroquinha, em Salvador, no dia 8 de julho.

 

Depois do crime, o jovem vedou as saídas de ar do quarto e despejou sabão em pó sobre os corpos, para que o cheiro não atraísse a atenção. Após matar os pais, continuou vivendo normalmente na casa da família.

 

Os vizinhos notaram a ausência do casal na casa. Questionado, Diogo contou que os pais tinham ido viajar. Na noite de sábado, chamados por vizinhos que sentiram o forte cheiro que saía do quarto, policiais descobriram os corpos, colocados sobre a cama do casal. Quando Diogo voltou para casa, por volta das 4 horas de domingo, foi preso em flagrante e levado à carceragem da 1.ª Delegacia.

 

Aos policiais que participaram da prisão, Diogo disse que era deficiente mental. No depoimento oficial ao delegado Omar Andrade, porém, ele se recusou a falar. De acordo com a polícia, nos últimos cinco anos, Diogo já havia sido detido cinco vezes, por porte de drogas, lesão corporal, roubos e furtos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.