Na caça a Dudu, policiais são encurralados

Em mais uma incursão no conjunto de favelas do Complexo do Alemão à procura do traficante Eduíno Eustáquio de Araújo Filho, o Dudu, líder do grupo de traficantes que tentou invadir a favela da Rocinha na Sexta-Feira Santa, policiais civis da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) ficaram encurralados por cerca de 30 minutos, na rua Guadalajara, após serem recebidos a tiros pelos bandidos.Os policiais averiguavam uma informação do Disque-Denúncia de que Dudu estaria escondido na favela Nova Brasília, pertencente ao Complexo do Alemão. Eles só conseguiram deixar o local após serem resgatados por policiais do Grupamento Tático Móvel (Getam). O confronto aconteceu três dias depois de a Polícia Civil ter encerrado as buscas ao traficante no local. Por seis dias, a área ficou ocupada, mas o esconderijo não foi descoberto. Segundo informações recebidas pela polícia na época das buscas, Dudu não estaria mais em nenhuma das 11 favelas do Complexo do Alemão.

Agencia Estado,

24 de abril de 2004 | 20h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.