Na cidade natal do pai, festa e paparazzi no túmulo do irmão

A presidente Dilma Rousseff será recebida por 5 mil pessoas na pequena cidade de Gábrovo amanhã, quando ela visita o local de nascimento de seu pai, Petar Roussev. "Será um dia histórico", disse o prefeito da cidade, Nicolai Sirakov. No total, a presidente permanecerá por apenas 90 minutos na localidade.

O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2011 | 03h05

No programa oficial de Dilma, não há uma visita ao túmulo de seu meio-irmão, Luben Roussev, que passou mais de três anos abandonado. Luben confessou a amigos na Bulgária que sentia que a família Rousseff no Brasil temia que ele pedisse sua parte na herança. Dilma chegou a manter correspondências com ele nos últimos anos de sua vida e a imprensa búlgara especula a possibilidade de uma visita secreta da presidente ao cemitério local e, por isso, planeja manter fotógrafos de plantão por lá.

Ontem, a reportagem do Estado visitou o cemitério e foi informada de que a administração recebeu ordens para renovar o local onde está enterrado Luben. A cruz foi trocada, o mato totalmente retirado e até uma foto do irmão de Dilma foi colocada. / J.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.