Na despedida no nordeste, um ''até outro dia''

Lula promete continuar andando pelo País, ''acumulando conhecimento sobre os problemas''

, O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2010 | 00h00

"Até outro dia", despediu-se o presidente Luiz Inácio Lula da Silva do povo sertanejo em cerimônia de entrega de títulos de casas para famílias que sofreram desapropriação pela transposição do rio São Francisco em Salgueiro (PE). "A luta continua e ainda temos muita coisa para conquistar neste País", afirmou.

Depois de ter recebido o título de cidadão salgueirense e posado para fotos com representantes das família beneficiadas com casas de 90 metros quadrados e áreas de 3 a 5 hectares, o presidente disse que disputou as eleições de 89, 94 e 98 e nunca se escondeu, mesmo perdendo.

Depois de ganhar em 2002, 2006 e eleger Dilma Rousseff, ele pergunta por que se esconderia agora que elegeu sua sucessora. "Podem ficar certos de que vou continuar andando pelo País, viajando e acumulando conhecimento sobre os problemas brasileiros".

Lula disse ter governador como "uma mãe", que cuida mais do filho que está com problema - referindo-se ao Nordeste - e disse não haver motivos para se ter ciúmes de Pernambuco. " Trouxe muita coisa para Pernambuco em função da competência do governador Eduardo Campos (PSB) e sua equipe", disse o presidente ao lembrar ter tratado todo mundo bem.

Antes de participar da cerimônia que anunciaria investimentos da Fiat em Pernambuco, Lula comentou que em quatro anos São Paulo recebeu mais dinheiro do governo federal do que recebeu Mário Covas em oito anos do governo Fernando Henrique Cardoso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.