Na penthouse do Copa, Valentino e Carla Bruni

Pets de hóspedes também têm serviços de luxo, que incluem kit de sabonete, colônia e ração

O Estadao de S.Paulo

22 de novembro de 2008 | 00h00

Em matéria de luxo e mimos, o sexto andar do Copacabana Palace, onde estão as penthouses, são um capítulo à parte. São 130 metros quadrados, divididos em quarto, sala, closet, banheiro e varanda. O chão é de mármore Carrara. As cortinas, francesas. Os móveis saíram de antiquários, lençóis são de mil fios, os travesseiros 100% pluma. Da banheira, é possível ver o exuberante mar de Copacabana.Tem gente que acha tudo isso pouco. Valentino, por exemplo, ocupou duas suítes interligadas - as melhores do sexto andar -, que somam cerca de 260 metros quadrados. São as mesmas onde ficarão em dezembro o presidente francês Nicolas Sarkozy e Carla Bruni. Madonna já reservou o andar inteiro para sua estada no Rio em dezembro, quando faz show no Maracanã. Todos eles, ou os simples mortais que se hospedarem no sexto andar, ainda gozam do privilégio de uma piscina exclusiva às penthouses. Assim como na piscina do térreo, usuários desta área exclusiva ainda são paparicados com frutas, sorvetes e protetor solar.O Sofitel, outro cinco-estrelas, onde o presidente Lula costuma hospedar-se, tem como grande investimento a cama das suítes, desenvolvida na França e feita com penas e plumas de ganso. "Nosso objetivo é fidelizar o hóspede", explica a diretora de Marketing da rede na América Latina, Mariângela Klein. VIP PETTodos esses luxos estão disponíveis até mesmo para os cães dos hóspedes. Isso mesmo. O Fasano, o Copacabana Palace e o Sofitel aceitam cachorros. Desde que pequenos e, é claro, bem-educados. Aceitam e ainda oferecem kits com sabonete, colônia e ração. É o pacote vip pet. "Mas às vezes o cachorrinho não é acostumado a comer ração", lembra Tina, do Fasano.Nesses casos, o hotel prepara a comida preferida do totó. "Tivemos um, por exemplo, que só comia arroz e cenoura, sem tempero. Mandamos fazer especialmente para ele." Assim como seus patrões, que quando chegam no hotel no fim do dia acham a cama preparada para dormir, com cortinas do quarto já fechadas, luminárias acesas e CD de música clássica tocando, os cachorros também têm regalias. Sua cama é forrada, a água, trocada, e a fraldinha, colocada no chão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.