Na Sapucaí, ''''cerveja proibida'''' só no cordão

Ambulantes empoleiram-se em outdoor na Passarela do Samba

Clarissa Thomé, O Estadao de S.Paulo

05 de fevereiro de 2008 | 00h00

Eles chegam à Passarela do Samba na sexta-feira e só vão embora na terça, mas não assistem a nenhum desfile. Passam os dias empoleirados nos outdoors da Avenida Presidente Vargas. São os "pescadores de latinhas", ambulantes que trabalham vendendo bebidas para os foliões, mas são proibidos de circular pela concentração.As bebidas ficam em isopores ou latas de tintas com gelo, amarradas com barbantes. O pessoal que desfila coloca o dinheiro em sacolas, que são içadas. Aí podem pegar a latinha. "Só uma vez um engraçadinho pegou a cerveja e saiu correndo. Levou uma latada na cabeça. Nunca mais aconteceu", conta Eduardo Carolino, de 25 anos. Há nove ele passa o carnaval empoleirado.Os vendedores trabalham em grupo. Quando um desce, o outro guarda o lugar. Almoçam numa pensão e dormem durante o dia, sobre papelões. Este ano, por conta da chuva, o movimento estava fraco. "Os melhores compradores são os que desfilam na Beija-Flor e na Unidos da Tijuca. O pior é esse pessoal aí da Porto da Pedra", comparava Rodrigo Conceição, de 22 anos. A concorrência é dura. Vendedores de grupos rivais ficam lado a lado. Ganha quem fizer mais barulho. "Não leva essa água, não. É falsificada", brincava Conceição, espantando freguês de Carolino.André Silva de Oliveira, de 24 anos, começou a vender cerveja dependurado no outdoor há sete. "Estava desempregado, e um amigo disse que eu podia arrumar um bom dinheiro aqui." Segundo ele, pior que o desconforto é a atuação dos fiscais da prefeitura. "Quando eles vêm, tem que puxar as bebidas rápido ou perde a mercadoria", conta Oliveira, que sai de Duque de Caxias, na Baixada.A argentina Catalina Lenzi, que desfilou pela Porto da Pedra, foi uma das freguesas. "Ainda bem que eles estão aqui, ou morreríamos de sede."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.