Jefferson Rudy/Agência Senado
Jefferson Rudy/Agência Senado

Na véspera do Dia da Mulher, Senado aprova pacote feminista

Projetos tratam do atendimento à mulher vítima de violência e do reconhecimento de heroínas nacionais

Isabela Bonfim, O Estado de S. Paulo

07 de março de 2017 | 19h26

BRASÍLIA - Parlamentares aceitaram proposta da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e votaram, nesta terça-feira, 7, projetos ligados à causa feminista às vésperas do Dia Internacional da Mulher. O Senado aprovou de forma simbólica quatro projetos que tratam do atendimento à mulher vítima de violência e do reconhecimento de heroínas nacionais. As propostas vão à sanção presidencial. 

Os senadores aprovaram uma emenda ao PLS 295/2013, que inclui no SUS serviços públicos específicos especializados para o atendimento de mulheres e vítimas de violência doméstica. Outra proposta cria a Semana Nacional pela Não Violência contra a Mulher. Também foram aprovados projetos para incluir o nome de Clara Camarão e Jovita Alves Feitosa no Livros dos Heróis da Pátria.

Clara Camarão foi uma indígena brasileira considerada uma das precursoras do feminismo no Brasil. Ela rompeu barreiras ao modificar a divisão de trabalho da tribo, se afastando dos afazeres domésticos e participando de batalhas durante as invasões holandesas em Olinda e Recife no século XVII. 

Jovita Alves Feitosa foi uma voluntária que lutou, travestida de homem, na Guerra do Paraguai em 1865. Após ser descoberta, e manifestado seu desejo de lutar nas trincheiras, Jovita foi aceita no efetivo do Exército Nacional. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.