Namorado é preso pelo assassinato de professora

A polícia prendeu ontem quatro acusados pelo seqüestro e assassinato da professora Rosina Garcia da Silva, de 57 anos, ocorrido na sexta-feira em Sandovalina (SP). Segundo policiais, Rosina foi morta numa cilada preparada por um colega professor e pelo namorado dela, Robson Fernandes Dias. A vítima foi torturada até fornecer a senha do cartão do banco onde tem conta. Assassinada com dois tiros, teve o corpo abandonado num matagal.A polícia chegou a Dias por causa do registro de uma ligação da professora no celular dele. Detido, Dias contou que o crime foi planejado por Robson Amâncio, amigo da vítima e professor. Na casa de Amâncio, a polícia apreendeu a motocicleta usada na emboscada.O namorado disse que participou do assassinato em troca de R$ 100,00 para pagar a prestação atrasada de uma moto. Ele disse também que estava com Rosina perto da Usina Taquaruçu quando chegaram dois homens na moto achada com Amâncio. Um deles é Átila da Silva e o outro, um adolescente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.