"Não vamos recuar", diz sindicato da estiva

"Não vamos recuar." Esta era a palavra de ordem do presidente do Sindicato dos Estivadores, Vanderlei José da Silva, na noite desta sexta-feira, durante assembléia da categoria, deixando claro que não vai mais negociar com os empresários para acabar com a greve, que paralisa as operações portuárias há 12 dias. O sindicalista rebateu as acusações feitas por dirigentes do Ogmo de que estava havendo intransigência por parte dos trabalhadores quanto às regras de escalação do trabalho no cais. "Não podemos acatar as ofensas e xingamentos deles, que rotularam os estivadores até de marginais", disse.Em discurso bastante inflamado, Vanderlei conclamou a categoria a manter-se mobilizada e não acatar qualquer tipo de provocação. Apesar do apelo, um princípio de tumulto foi registrado entre os manifestantes, que ameaçaram surrar uma equipe de cinegrafistas de uma emissora de TV da capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.